Você esta aqui:
< Voltar

Em muitos momentos precisamos que a propagação de algum domínio que teve o DNS alterado recentemente ocorra o mais rápido possível para que possamos verificar se a troca de servidores foi bem sucedida pois muitas empresas de hospedagem não liberam mais a URL temporária por conta de que habilitando o apache mod_userdir você poderá estar comprometendo a segurança do seu servidor.

Veja um vídeo tutorial ou acesse nosso blog, comente e tire suas dúvidas.

 

Vamos a uma pequena FAQ sobre o tutorial:

1- O que acontece ao editar o arquivo hosts ?
R: Você fará com que x domínio aponte para y IP no mesmo instante após salvar o arquivo.

2- Posso fazer com que um domínio que nem mesmo foi registrado apontar para y IP ?
R: Sim, você pode, porém lembrando que as modificações irão ter efeito somente na máquina onde teve o arquivo hosts alterado.

3- Em quais situações irei usufruir desse tutorial ?
R: Caso você esteja construindo um site e o domínio ainda não tenha sido registrado, em casos de migrações de servidores, alterar rotas e etc.

Windows

1) A edição de hosts no Windows é muito simples. A primeira ação a ser feita é acessar o comando do sistema. No Windows XP, basta clicar no Menu Iniciar e selecionar a opção “Executar”. Já nos Windows Vista e 7 é preciso abrir essa opção pelo campo de pesquisas.

2) No campo de digitação, insira o seguinte comando:

notepad c:\windows\system32\drivers\etc\hosts

3) Com isso, o Bloco de Notas vai ser aberto. Esse é o arquivo de host do computador. Todas as linhas são referentes a algumas funções e as sinalizadas com um sustenido (o popular jogo da velha, “#”) são apenas exemplos e não são reconhecidas pelo sistema.

Para modificar o arquivo e inserir um novo comando é preciso que você o adicione na última linha do arquivo. Contudo, lembre-se sempre de utilizar o mesmo padrão apresentado.

Além disso, as alterações variam de acordo com as necessidades de cada usuário. Portanto, insira apenas aquilo que o guia indica. Para desativar uma modificação, basta adicionar um sustenido no início da linha ou simplesmente apagá-la por completo. Por fim, salve o documento e pronto.

Ubuntu

1) A edição dos arquivos de host no Ubuntu é muito parecida com a feita no Windows. A diferença, contudo está na forma de acesso utilizado. Em vez de usar o comando em “Executar”, você vai precisar do Terminal.

2) Com ele aberto, digite o seguinte comando:

sudo gedit /etc/hosts

O uso do “gedit” é facultativo. Você pode substituí-lo por outro editor de sua preferência que esteja instalado em seu computador, bastando alterar a forma de acesso. Além disso, perceba que existe um espaço separando os dois primeiros termos.

3) Na nova tela, basta inserir os comandos que você deseja. Entretanto, ao contrário do Windows, a inserção é feita nas primeiras linhas. Após terminar a edição, salve o arquivo para que as alterações sejam ativadas.

Mac OS

1) No Mac, a modificação é praticamente idêntica à do Ubuntu. Por conta disso, execute o Terminal para iniciar as alterações.

2) Digite o seguinte comando na nova tela:

sudo vim /etc/hosts

Assim como no Linux, o uso do “vim” é facultativo e pode ser trocado por outro aplicativo sem o menor problema. Caso não saiba qual utilizar, tente como está descrito para ver se o sistema reconhece o comando.

3) A diferença do Mac OS em relação ao Ubuntu está na última etapa. Em vez de abrir outra janela, o sistema da Apple permite que as alterações sejam todas feitas no próprio Terminal. Portanto basta adicionar os novos comandos ao local correspondente, da forma correta e salvar as alterações para concluir o processo.